jusbrasil.com.br
12 de Junho de 2021

ICMS não compõe base de cálculo para incidência do PIS e da Cofins, diz juiz José Carlos Motta

Dica De Ouro, Advogado
Publicado por Dica De Ouro
há 26 dias

O valor do ICMS destacado em notas fiscais não compõe a base de cálculo para a incidência do Pis e da Cofins. O entendimento é do juiz José Carlos Motta, da 19ª Vara Cível Federal de São Paulo.

Fim pagamento antecipado do icms estado MT

O magistrado julgou pedido formulado por uma empresa que comercializa válvulas cirúrgicas. A autora solicitou a exclusão do ICMS destacado em nota da base de cálculo do Pis e da Cofins.

"O Supremo Tribunal Federal, no julgamento do RE. 575.706, com repercussão geral reconhecida, fixou a tese de que o ICMS não compõe a base de cálculo para a incidência do Pis e da Cofins", afirma a decisão.

No entanto, conforme o julgado do Supremo, o juiz destacou que o valor do ICMS a ser excluído deve ser apenas aquele destacado em nota e não sobre o saldo, como é critério adotado pela Receita Federal.

"A base de cálculo da contribuição ao Pis e da Cofins é o faturamento, entendido este como o produto da venda de mercadorias ou mesmo da prestação de serviços. O ICMS, por sua vez, não tem natureza de faturamento, já que se revela como ônus fiscal a ser pago pelo contribuinte aos estados, não podendo ser incluído nas bases de cálculo das contribuições em comento", prossegue o magistrado.

Decisão - 5023595-53.2020.4.03.6100

Fonte: Consultor Jurídico

Ver Mais:

📍 Exclusão do ICMS da Base de Cálculo do Pis /COFINS - Material p/ Advogados - Atualizado 2021

📍 Restituição de ICMS na Fatura de Energia Elétrica - Material p/ Advogados e Consumidores - Atualizado 2021

📍 Conheça a tese da Cobrança do Saldo Pasep dos Servidores Públicos - Material p/ Advogados Atualizado 2021 + 6 Bônus

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)